Como funciona o processo criativo? Este é o mote para um conjunto de conversas com diversos convidados que partilham entre si o facto de associarem a criatividade ao seu trabalho. Uma conversa divertida e informal, na qual cada convidado irá revelar as suas estratégias pessoais para o desenvolvimento de ideias únicas e originais.

Reproduzir vídeo

Welcome X

Já disponível

As mentes por detrás do Espontâneo, os Instantâneos, vão dar as boas vindas à edição X do Espontâneo e recordar alguns dos momentos mais marcantes do festival, partilhar histórias e revelar alguns dos segredos desta epopeia improvisada que viu o seu início em 2012.

Ao longo deste “Welcome X”, para além de rever o velho álbum de fotografias, vão também receber em direto um leque de convidados surpresa.

Este será o cartão de boas vindas à edição especial deste festival que alterou definitivamente a paisagem da improvisação teatral em Portugal.

Ao longo de uma década, os Instantâneos, tornaram-se num dos nomes incontornáveis da improvisação em território nacional e apresentaram as suas diversas criações originais em inúmeros palcos nacionais e internacionais.

Assumem o seu trabalho como um contínuo processo de pesquisa e experimentação e estão seguramente na vanguarda do improviso levado a palco.

Reproduzir vídeo

Jo Claeys (Bélgica)

Já disponível

Nasceu e cresceu na Bélgica, vivendo atualmente em Portugal.

Depois de terminar a sua formação académica em ‘Social Cultural Work’, Jo trabalhou em diversos centros e instituições que desenvolvem trabalho na área da inclusão social e em organizações que promovem o jogo como ferramenta pedagógica. Em 1997, combinando estas experiências, bem como o trabalho desenvolvido internacionalmente, optou por trabalhar como formador freelancer. Ao longo dos anos tem construído um vasto currículo na área da Educação Não Formal, desenvolvendo trabalho em diversas instituições e organizações como o Conselho da Europa, a União Europeia e Redes Internacionais.

Além de usar a animação como uma técnica de intervenção sócio-educativa, também se tem destacado na sua abordagem pedagógica, com do desenvolvimento de “jogos informativos”.

É sócio e gerente das Produções Fixe.

www.producoesfixe.com

Reproduzir vídeo

Julian Bozzo (Espanha)

Já disponível

Julián Bozzo é um pedagogo formado em Antropologia, Psicologia, Terapia Gestalt e Pedagogia Sistémica.

A tudo isto acrescenta o facto de ser músico, autor de 2 discos e autor de dois livros, dos quais se destaca a obra “Aladuría – El caminho hacia la creatividad”.

É diretor da Improversa, que se assume como a primeira escola de Canto Improvisado do mundo, e com a qual desenvolveu um método criativo através da improvisação, do olhar poético, da psicologia de grupo e a Terapia Gestalt.

Julián é uma referência incontornável, não só em Espanha como a nível internacional, em Canto Improvisado e Criatividade em contexto de grupo.

www.improversa.com 
www.improversaonline.com

Reproduzir vídeo

Susana Romana (Portugal)

Já disponível

Susana Romana começou a inventar histórias para se conseguir baldar às muito detestadas aulas de Educação Física. É com orgulho que constata que não é forçada a usar um espaldar desde os anos 90. Cedo percebeu que essas histórias eram mais eficazes se fizessem rir.

Aos nove anos recebeu uma máquina de escrever e soube o que queria fazer na vida. Estudou Jornalismo em Lisboa e Guionismo em Nova Iorque.
Começou como autora associada das Produções Fictícias, em 2005, e foi fundadora do Canal Q, tendo sido Diretora Criativa e é atualmente Consultora de Conteúdos.
Escreveu variados projetos para televisão, teatro, imprensa, rádio, museus e até para a gaveta. 

Presentemente é guionista do 5 Para a Meia-noite, escreve para a secção de Cultura do Observador e faz parte das Manhãs da M80, com a rubrica “Macaquinhos No Sótão”.

Instagram

Reproduzir vídeo

Rhena de Faria (Brasil)

Já disponível

Rhena é palhaça, atriz-improvisadora e diretora teatral.

O seu trabalho de direção artística assume particular relevo com o coletivo de improviso, composto apenas por mulheres, “A Musa Heroica Companhia de Teatro” e o seu espetáculo “Relicário”, que foi agraciado com o “Prêmio Zé Renato”.

Assume também o papel de diretora do primeiro solo de improvisação “Bagagem”, do ator-improvisador Márcio Ballas, que estreou precisamente no Espontâneo em 2018.
Integrou o elenco da Cia. do Quintal, durante mais de 13 anos, atuando regularmente no espetáculo pioneiro da improvisação brasileira, “Jogando no Quintal- Jogo de Improvisação de Palhaços”.

Como improvisadora atuou em “Caleidoscópio – Um espetáculo de Improvisação Teatral” e dirigiu os espetáculos de improviso: “Rompante!”, criado especialmente para o Festival Improvisorama e “Forasteiros”, com o Grupo Impronozes.

Ao seu extenso currículo acrescenta-se ainda o seu trabalho com a Circo Escola Picadeiro, o seu duo de palhaças Blanche & Spirulina e ter sido aluna de nomes tão destacados Leo Bassi, Ricardo Puccetti e Léris Colombaioni.

Reproduzir vídeo

Ash Perrin (UK)


Já disponível

Ash Perrin, também conhecido pelo seu nome de clown, Bash, pode ser descrito como um produtor de ruído profissional, um conservador da infância e “brincalhão” entusiasta.

Autor do livro “The Real Play Revolution”e fundador de um dos mais relevantes projetos europeus, no âmbito da intervenção social, o “The Flying Seagull Project”.

Há mais de uma década que Ash leva divertimento, utilizando as dinâmicas do jogo e do brincar, a alguns dos recantos mais remotos do mundo, tendo partilhando o seu sorriso com mais de 130.000 crianças, num total de 23 países.

Trabalha, juntamente com as suas “gaivotas”  em cenários tão distintos como orfanatos, campos de refugiados, acampamentos precários, hospitais e muitas vezes na rua.
A sua missão é contudo revestida de uma enorme simplicidade: Cada criança tem direito a uma infância feliz.

www.theflyingseagullproject.com

Reproduzir vídeo

Piolo Juvera (México)

Já disponível

Speaker, improvisador e escritor mexicano com 20 anos de experiência.
O seu trabalho em improvisação teatral, nas aulas e no teatro, levou-o a pisar o palco em mais de 10 países e a colaborar com empresas como a Procter & Gamble, Nike, Google, Ogilvy, BBDO, Discovery Channel y Grupo Salinas, entre outras, na criação e realização de cursos e de espetáculos que atendem necessidades específicas: desde team building, até ao desenvolvimento da criatividade e do storytelling.

Foi aluno de uma das primeiras e mais reconhecidas escolas de Improvisação do mundo: The Second City Training Center, campus Chicago.
Foi também nesta cidade que estudou improvisação de formato longo no iO (Improv Olympic), no The Annoyance Theatre e com o destacado professor Jimmy Carrane, da companhia Improv Nerd.

Atualmente está a realizar a sua conferencia “La vida es una improvisación”. Ou: “Aviéntate. Ya sabrás qué hacer mientras vas cayendo”, na qual partilha com o público o valor da improvisação na vida privada e profissional, apresentou-a com grande êxito no festival de mentes brilhantes, “La Ciudad de las ideas 2018”, perante uma plateia com mais 5 mil vibrantes espectadores. Além disto, Piolo escreve em revistas e outros meios desde os seus 17 anos.
Contar histórias é a sua vocação.

A palavra e o humor foram sempre as suas principais ferramentas de trabalho, tanto em palco como no papel. As suas primeiras obras publicadas, “#FugandoConJuego” e “Los guerreros de la maxia”, são um claro exemplo disso mesmo. No início de 2021 publicou o seu terceiro livro: “La vida es una improvisación. Aviéntate. Ya sabrás qué hacer mientras vas cayendo.”

www.improvisa.com.mx

Telemóvel: +351 938 598 247
Info/Inscrições: [email protected]
Assessoria de Imprensa: [email protected]

© Festival Internacional de Teatro de Improviso. Powered by Slab Studio